“Involuntários da Pátria” muda local de apresentação

involuntários

Anunciado como uma das atrações de rua do 26º Festival de Curitiba, espetáculo será realocado para o SESC Paço da Liberdade por causa da chuva

Devido a chuva em Curitiba-PR, o espetáculo “Involuntários da Pátria”, concebido como performance de rua e programado para acontecer na Praça Osório, terá suas duas apresentações, hoje e amanhã (7 e 8) transferidas para o SESC Paço da Liberdade. O horário das 17h está mantido e a gratuidade também.

Baseado no texto homônimo do antropólogo Eduardo Viveiros de Castro, “Involuntários da Pátria” é um manifesto em defesa dos povos indígenas, apresentado em formato de aula aberta pela ativista transexual Fernanda Silva – cocriadora da performance ao lado da produtora Sonia Sobral.

“Essa transexual, que mata um leão por dia para não morrer, é atenta, porosa e não se omite. Quando visualizei Fernanda lendo a aula de Viveiros num púlpito, elevando citações de momentos contundentes na construção e desconstrução desse país, propus isso e ela, que aceitou emocionada”, recorda Sonia.

Fernanda Silva conduz há 23 anos o Grupo de Teatro Metáfora, que desde 2005 mantém o Galpão Teatro Metáfora como espaço de resistência em Parnaíba, litoral do Piauí. Sonia Sobral é gestora cultural de artes cênicas e parceira do Campo Arte Contemporânea. O espaço, criado por Marcelo Evelin e Regia Veloso, foi idealizado como um ambiente de criação artística e de debates.