Rouparia insana: peça da mostra 2019 tem 11 mil peças de roupa e 200 delas, usadas pelos atores do espetáculo, têm chip de localização

Publicado 13/03/2019

Em cena estão os atores Cláudia Abreu, Leandra Leal, Luiz Henrique Nogueira e Rodrigo Pandolfo. Foto: João Caldas

“PI – Panorâmica Insana”, da Mostra 2019 do Festival de Curitiba, tem 11 mil peças de roupas espalhadas pelo palco, como cenário. Duzentas delas compõem o figurino usado pelos atores. Os artistas trocam de roupa ao longo das cenas e, por isso, essas peças possuem um chip, para que não se percam no meio das outras 11 mil. Ao fim de cada espetáculo, o contrarregra usa um dispositivo que localiza as roupas utilizadas. Ele, então, as separa e organiza tudo de novo para a apresentação seguinte. Todo o processo de localização e arrumação leva três horas. “PI – Panorâmica Insana” tem sessões nos dias 30 e 31 de março no Guairão. A direção é de Bia Lessa, com Claudia Abreu e Leandra Leal no elenco.

Programação

Confira os eventos que estão em destaque nessa edição

Temos atrações para todos os gostos!

Ainda não sabe o que assistir no Festival? Veja nossas listas especiais!