VEM AÍ 2022 30º Edição

Teatro Zé Maria, Rua Treze de Maio, 655, São Francisco

Como chegar


Teatro Zé Maria, Rua Treze de Maio, 655, São Francisco

Como chegar



Apartir de
R$ 20,00

Descrição

Foi assim que o oceano invadiu a minha casa – é um trabalho solo de Helena de Jorge Portela com direção de Maíra Lour, que conta a história de duas atrizes que atravessam juntas as tormentas da perda. A filha conta através de suas memórias a sua vida nos palcos ao lado da mãe e como enfrentaram juntas o lugar mais profundo de todos os oceanos. Um espetáculo bilíngue (português e libras) que trata de maneira poética e sutil a questão do luto e da ressignificação dos sentidos de vida e morte. Helena de Jorge Portela assina a dramaturgia e interpretação deste trabalho que é dedicado à grande atriz Paranaense Claudete Pereira Jorge. Esse solo parte do conceito de corpo como casa, como espaço de memória, de permanência e de possibilidades poéticas. O cenário foi criado por Guenia Lemos, a trilha sonora original por Álvaro Antonio, a iluminação por Beto Bruel, o figurino por Val Salles e a produção feita por Michele Menezes. O trabalho contou ainda com a interlocução artística de Kátia Drumond, orientação dramatúrgica de Camila Bauer e supervisão de libras de Talita Sharon Simões e Peterson Simões. Foi assim que o oceano invadiu a minha casa foi indicado para o Prêmio Troféu Gralha Azul 2019 em 5 categorias: Direção - Maíra Lour, Melhor atriz e Melhor Dramaturgia - Helena de Jorge Portela, Melhor Iluminação - Beto Bruel e Melhor Espetáculo. Este solo é uma realização da Súbita Companhia de Teatro dentro do Projeto Habitat – 5 solos do estudo do corpo como casa. Os 5 solos fazem parte da Mostra Novos Repertórios, dentro da programação da Mostra Oficial do Festival de Curitiba e são apresentados em sequência no Teatro José Maria Santos dias 29 e 30 de março. Este trabalho estreou em 14 de fevereiro de 2019 no Teatro José Maria Santos, Curitiba/PR, apresentou na Mostra Claudete Pereira Jorge, na Mostra Boqueirão Encena, fez circulação por Londrina - FILO 2019, Ponta Grossa e Maringá e realizou temporada na Alfaiataria em Curitiba com grande sucesso de público e crítica.

Ficha Técnica

Interpretação e dramaturgia: Helena de Jorge Portela Direção: Maíra Lour Direção de produção: Michele Menezes Produção executiva: Gabriela Berbert Sonoplastia: Álvaro Antônio Orientação em Dramaturgia: Camila Bauer Interlocução artística: Katia Drumond Treinamento voz: Babaya Cenário: Guenia Lemos Iluminação: Beto Bruel Coordenação e operação de luz: Lucri Reggiani Figurino: Val Salles Produção: Pró Cult Realização: Súbita Companhia de Teatro

Como Chegar

Teatro Zé Maria
Rua Treze de Maio, 655, São Francisco

Guia do Festival

Tudo que você precisa saber sobre o Festival

X

Processo de cancelamento de ingresso





Seu pedido de cancelamento foi recebido.

A produção do festival entrará em contato na sequência.