Bailarino com paralisia cerebral apresenta “Corpo Sobre Tela”

Publicado 05/04/2018

 

Foto: Gal Oppido

Marcos Abranches participa do Festival de Curitiba com espetáculo de dança contemporânea que retrata vida e obra do pintor irlandês Francis Bacon

Solo criado pelo bailarino Marcos Abranches, inspirado na vida e obra do pintor irlandês Francis Bacon, “Corpo Sobre Tela” fará sua estreia na Mostra do Festival de Curitiba 2018, no Sesc da Esquina, nos dias 07 e 08 de abril, sábado e domingo. O espetáculo de dança contemporânea faz parte do Movva, recorte de apresentações de dança da Mostra, em sua segunda edição neste ano.

Abranches é bailarino, coreógrafo da Companhia Vidança de São Paulo e tem paralisia cerebral por ter nascido prematuro (aos seis meses e meio de gestação).

Isso nunca o impediu de atuar no mundo da dança. Em “Corpo Sobre Tela”, ele usa seu corpo como pincel, para ilustrar as obras de Bacon.

“Sou livre para o silêncio das formas, das cores na riqueza de pintar uma obra. O mundo está muito escuro e todos nós podemos colorir a maneira de pensar e ser felizes, pois somos a própria arte. Nossa sociedade trata o deficiente como coitado. Se me baseasse nesse tipo de pensamento, não colocaria os pés para fora de casa”, diz ele, que tem 37 anos.

7 DE ABRIL ÀS 21H E 8 DE ABRIL ÀS 19H NO SESC DA ESQUINA

Comprar ingresso